Proteínas na Dieta Ortomolecular



Proteínas são alimentos construtores que têm a mesma quantidade de calorias  proporcional ao carboidrato. Acontece que o metabolismo das proteínas é diferente da dos carboidratos. Enquanto os carboidratos se transformam em açúcares, se acumulam  na gordura periférica, formando os famosos pneuzinhos, as proteínas  não  se depositam na periferia.
       
O excesso de açúcar  “carameliza  as proteínas” do sangue  favorecendo  o envelhecimento celular. O carboidrato eleva a glicemia, o colesterol total, e principalmente o mau colesterol, como o LDL.

 

Não há duvida que o carboidrato é fonte de energia rápida. Para o emagrecimento recomenda-se a ingestão das proteínas de alto peso molecular, pois mantém a saciedade por mais tempo, e são de menor digestibilidade.

 

Na Dieta Ortomolecular utilizamos o carboidrato pela manhã e na hora do almoço, dando preferência para as proteínas no período da tarde e da noite. Com a ingestão de proteína, as gorduras periféricas funcionam como fonte calórica, surgindo então o emagrecimento corporal.

 

Quais são as vantagens da proteína sobre o carboidrato? A proteína reduz o apetite; aumenta a resistência do organismo à doenças; melhora a retenção hídrica e evita a perda muscular na dieta. Também melhora a pele, auxiliando a formação de colágeno e elastina; ajuda o intestino a matar as bactérias e fungos; melhora o cabelo e unhas; melhora a memória, rapidez de raciocínio, concentração e atenção; previne o envelhecimento celular e auxilia a formação dos ossos.














líbero+

Copyright © Dieta Ortomolecular - Dra. Sylvana Braga - Todos os direitos reservados